RegrasPortalCalendárioFAQBuscarInícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Arco do Triunfo

Ir em baixo 
AutorMensagem
Expresso Hogwarts
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 870
Estou em/ Moro em : Mundo da magia

Perfil Bruxo
Habilidade:
Ano Escolar: Não possui
Casa: Não Possui

MensagemAssunto: Arco do Triunfo    Dom 2 Fev - 17:58:07

Arco do Triunfo




O Arco do Triunfo é um monumento, localizado na cidade de Paris, construído em comemoração às vitórias militares do Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua construção em 1806. Inaugurado em 1836, a monumental obra detém, gravados, os nomes de 128 batalhas e 558 generais. Em sua base, situa-se o Túmulo do soldado desconhecido (1920). O arco localiza-se na praça Charles de Gaulle, uma das duas extremidades da avenida Champs-Élysées.





Equipe Administrativa de Expresso Hogwarts RPG


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elladora Blackhell
Corvinal
Corvinal
avatar

Mensagens : 12
Estou em/ Moro em : Inglaterra

Perfil Bruxo
Habilidade: Clarividente
Ano Escolar: 3º ano
Casa: Corvinal
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Ter 18 Fev - 14:09:00



bon paysant
even morpheus would give sleep away

Ela estava ficando em um dos melhores hotéis de Paris. Na verdade, até se surpreendia que o pai ainda gastasse tanto só para poder mantê-la afastada de casa. Tinha passado vinte dias visitando os países com os pais e agora, mais vinte afastada graças à algum programa de intercâmbio bruxo que tinham se dado ao trabalho de pesquisar para ela. Nos últimos anos, evitara ao máximo férias. Ou família. Ella odiava ainda mais quando todos festejavam o natal e tudo o que ela recebia eram algumas cartas de um ou outro amigo e mesmo assim, era obrigada a ir para casa. Quando decidiu ficar em Hogwarts naquele ano, nem sabia que seria obrigada a partir da viagem em família.

Pela primeira vez em um longo mês, poderia respirar aliviada.

Foi acordada por algum de seus instrutores, que não se dera ao trabalho de decorar os nomes, lhe gritando e dizendo o quanto se atrasaria para a programação do dia. Ella não ligava e duvidava que eles o fizessem, e não foi surpresa quando a jovem simplesmente pediu que deixassem-na em paz. Sorriu de leve e recostou a cabeça no travesseiro. Em seus sonhos, o cheiro de flores preenchiam seu olfato, mesmo que Ella odiasse aquele cheiro. Flores sempre a lembraram de morte, independente de quão belas fossem. No final, elas sempre morriam e exalavam saudade. Aliás, pior que saudade: exalavam falta. Quando o odor começou a sufocá-la, Elladora se perdeu dentro do pesadelo. Estava em um mundo de espelhos em que cada um refletia uma parte de sua alma, e cada um gritava para sair. O primeiro reflexo eram lágrimas, que alternavam em felicidade e alegria. Urravam, como se pendessem e batessem no espelho, presas. O segundo eram asas, reflexo de suas vontades. Cada uma de suas penas pendiam, até cairem aos pés de Ella e se tornarem tocavéis.

Pela última vez, se perdeu naquele sonho e quando finalmente se achou e pode abrir os olhos, soava como um porco. Desgrudou o pijama da pele molhada, deu um salto e foi em direção ao banheiro.

A água parisiense tinha gosto de sal. Perto da londrina, parecia quase penetrar seus olhos quando os abria debaixo d'água. Não entendia porque teriam escolhido Paris. Enquanto a maior parte dos jovens tinham saído da América ou Oceania para aquilo, ela pegara um trem, depois um táxi e desembarcara a duas ou três ruas do aeroporto. Quando finalmente se sentiu limpa, se enrolou na toalha, não antes de ouvir seu celular tocar. Havia várias incoêrencias naquele simples fato, pensou. Não deveria ter um celular, primeiro por ser algo tão... Trouxa; segundo, por sua idade e terceiro, porque ninguém nunca a ligava. O número era desconhecido, mas depois de um ou dois piscar de olhos, Ella soube que se tratava de quem ela mais sentira falta.

A cidade-luz brilhava através das cortinas.

Permaneceu calma e atendeu como se não fosse nada, ninguém em especial. Lembrou-se do sonho e do cheiro das flores e percebeu o quanto sentia falta dele. Elladora pouco via o primo mais velho, mesmo que ás vezes ele agisse, até para ela, como uma figura paterna nas cartas. Independente de como ele parecesse ou como agisse, ela conhecia um pouco de Joshua e gostava dele pelo que via - fosse dentro da casa em que vivia com ele, da qual também sentia falta, fosse simplesmente conversando com alguém. Joshua estava em Paris, naquele momento acabando de passar por uma das lojas da Chanel. Ele sussurou um pequeno "ugh" ao telefone, enquanto Ella deixava escapar um sorriso. - Monsieur, claro que faço questão de te encontrar. Já perdi a excursão de hoje mesmo, e não é nada que você já não tenha me trazido para conhecer. - riu e  pelo tom de voz do homem ao telefone, supôs que ele sorria. Esperava que fosse assim. - Anyway... Onde você prefere? - o sotaque francês que havia se impregnado em sua voz ficava claro. Tinha sua própria beleza, ela tinha que admitir. Desligou o telefone depois da resposta de Joshua. Vestiu um casaquete bordado em pérolas, uma calça desfiada e uma blusa floral. O cabelo respingava na malha do cardigã, mas nem se deu ao trabalho de penteá-lo. Escreveu: "chego aí em 10" e enviou.

Estava ansiosa em ver o primo. Tão ansiosa que até se esqueceu o quão longe ficava L'Arc de Triomphe.

Quando finalmente percebeu, já estava no meio do caminho. Caminhou até seu esplendor, demorando quase o triplo do tempo.

Nem mesmo os cheiros de flores do caminho poderiam atrapalhar sua vontade.

TAGGED: JOSHUA BLACKHELL OUTFIT: DESCRITA NO POST 01.01
PS:PRIMEIRO POST, NÃO ME MATE SE FICOU MT RUIM JOSH <3
© darren criss


bittersweet memories,
I listened in. yes, I'm guilty of this-- You should know this. I broke down and wrote you back before you had a chance to Forget ---- ME.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua E. Blackhell
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 53
Sangue : Mestiço
Idade : 27
Estou em/ Moro em : Londres

Perfil Bruxo
Habilidade: Não possui
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Qua 19 Fev - 14:13:22

I just need to see you

Joshua amanheceu com a cabeça em chamas, se conseguira dormir por pouco mais de duas horas na noite anterior, seria muita coisa. Colocou-se a preparar um omelete com queijo, assim optou porque não dava trabalho, bastava quebrar um ovo numa frigideira, salpicar alguns pedaços de queijo e voilà. O combustível necessário para exercer as atividades rotineiras, que para Josh se resumiam a nada, estava preparado para ser consumido.

O rapaz seguiu para o banheiro para se aprontar, nessa manhã se resumia à escovação dos dentes, enxague do rosto e uma bagunçada nos cabelos pretos. Qualquer coisa que fosse além disso era completamente desnecessário. As pesadas olheiras davam ao garoto o aspecto fúnebre que parecia fazer questão de levar consigo.

No quarto intransitável começou a caçada por qualquer peça de roupa que estivesse limpa ou neste caso, menos mofada. Deu preferência por uma camiseta regata preta com o emblema de uma banda trouxa qualquer, que deixava suas costelas expostas, um jeans preto e um par de all star extremamente sujo e gasto. É claro que, não poderia sair sem sua jaqueta de spikes. 

Uma volta pelos arredores do Beco Diagonal parecia ser uma boa pedida, melhor do que mofar entre as quatro paredes de seu quarto. Aparatou no Beco Diagonal em busca de um objeto em especial na Madame Malkin, porém sem sucesso. A aglomeração maior era de alunos em busca de livros, varinhas, penas etc. A cena não fez com que Josh se lembrasse de seus tempos de Hogwarts e sim de uma aluna em especial. Se pelo menos houvesse uma coruja por ali, poderia se comunicar com a prima, que desde o início das férias não recebia notícias, só sabia que Ella estava em Paris. Que assim fosse.

Josh levou a mão aos bolsos da jaqueta em busca de um cigarro e por ironia do destino ou não, localizou outra coisa que talvez pudesse lhe proporcionar o que gostaria naquele momento.

De testa franzida, Josh colocou-se a mexer no aparelho celular, a luta se iniciava só para ligar a bugiganga. Algum tempo considerável levou para conseguir achar na agenda o número de Elladora e quando finalmente o fez, apertou botão errado que o levou ao display inicial. Já estava prestes a tacar contra a parede o objeto, em vez disso, respirou fundo e recomeçou a busca. Um toque, dois, três...

- Aaah... alô? É... Ella é o Josh, consegue me ouvir, hunf... - tentava se comunicar já em frente de uma loja famosa trouxa nos arredores da cidade luz. Ele odiava a França, considerava o sotaque, os costumes, tudo, irritante demais. Um dia ele haveria de explodir a Torre Eiffel, isso o animava - É... eu gostaria de lhe ver hoje, tem como? - parou próximo de uma esquina bem movimentada, dependendo da resposta voltaria dali mesmo para casa. O "sim" veio a abrandar as labaredas intermitentes em sua mente, dando-lhe um pouco mais de amenidade.

Seguiu ao ponto de encontro, mas antes passaria na feirinha itinerante logo à frente. Uma banquinha de enfeites lhe chamou atenção, agora só faltava ver o que seria mais a cara de Ella.

- Quanto é? - Josh perguntou certificando-se que não havia ninguém do seu lado, ao invés de retirar a carteira do bolso interno da jaqueeta, sacou a varinha sussurrando - Immobilus. A sra. trouxa congelou, Josh preferiu por um gatinho de pelúcia. Ele olhou no fundo dos olhos dela com uma expressão vaga e retomou a marcha ao encontro daquela por quem guardava um grande sentimento fraternal.

Chegou ao Arco do Triunfo com um cigarro na boca procurando pela prima. Assim que a avistou, abriu um sorriso cordial lhe entregando o presente - Pra ti, Ella. - Josh bagunçou os cabelos da franja, enchendo os pulmões de nicotina - Como você tá? - perguntou com um olhar acolhedor, tal qual o de um pai a sua filha.

Spoiler:
 

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


Josh Ethan Blackhell
"with heaven above you, there's hell over me"

@thanks
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elladora Blackhell
Corvinal
Corvinal
avatar

Mensagens : 12
Estou em/ Moro em : Inglaterra

Perfil Bruxo
Habilidade: Clarividente
Ano Escolar: 3º ano
Casa: Corvinal
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Sab 22 Fev - 23:58:52



memento mori
so babe, we were born to die.

Quando os olhos de Ella finalmente pararam de vagar e encontraram o semblante familiar, Ella sorriu. Depois, mentalmente, amaldiçoou tudo que havia lhe impedido de ver aquele rosto antes. A única pessoa que vinha a sua mente era seu pai: primeiro, por tê-la obrigado a vê-lo. Depois, por fazê-la viajar incessavelmente. Estava cansada, reparou. E o grande culpado era ele. Que ela nunca gostara dele não era mentira, mas aquilo tudo já era demais. Entre um fechar de olhos e o outro, pensou em todo um sistema de revolução e rebeldia. Pediria para Josh falar com o homem, talvez ele ouvisse. Isso, claro, se o próprio Josh quisesse que ela morasse definitivamente com eles.

Normalmente, se sentia quase uma invasora na casa dos primos, mas já estava lá há alguns anos. Se havia um lugar a ser chamado de lar, era a casa. Well, Ella bem que gostaria de chamar aquela casa, em especial, de lar.

Sua mente passava em flashes, mal lhe permitia entender tudo que havia a sua volta. Memento mori. Centenas de nomes eram a grande decoração, e mesmo quando tinha dois anos, o lugar a assustara um pouco. Não que Elladora fosse das pacificadoras, todos gostam de um pouco do terror e adrenalina da guerra, mas gravar aquelas memórias, como se guardassem saudade, era pesado demais; nem sabia como a pedra aguentava. Sua idiota, pensou. É só uma pedra. Obiecto inanimatum, nada que possuíra alguma vez na vida qualquer sentimento. Suspirou. Em meio a felicidade do tempo que levou para chegar até o primo, só de pensar em tudo aquilo a desanimara. Não conseguia se imaginar sem toques, sem falas, sem sensações. Tudo a sua volta girava e era sensível. Era parte do seu mundo.

Toda sua divagação parou. Passou. Joshua Blackhell estava em sua frente, agora, e o que ela mais queria fazer era abraçá-lo. Hesitou, enquanto suas bochechas coravam, e dez segundos depois lançou os braços ao redor do pescoço dele. "Ouch! Essas spikes, de novo, Josh?", no maior tom de brincadeira, envolveu o pescoço do primo por mais alguns segundos antes de finalmente soltá-lo. Fitou-o incessantemente, procurando sinais de rubor ou vergonha. Talvez, por baixo, houvesse uma pontada, mas Ella desistiu de procurar. Quando percebeu, ele já sacara do bolso um embrulho e estendera para a jovem. Quando rancou o presente da mão do homem, os olhos inquietos perguntando "pra mim? o que? oh, wow!". Tentando melhorar seus modos, encolheu os ombros e foi mais gentil ao agarrar o pacote.

"Obrigada, Joshua. Significa muito para mim..." E suas palavras eram as mais sinceras. Escondida embaixo de toda sua ansiedade pelo novo, o simples fato de Josh ter se lembrado dela já importava. Até reforçava seus primeiros pensamentos. Talvez pudesse tentar... Pedir para ele. Se fizesse uma cara de anjo e enrolasse os fios de cabelo, duvidava que ele pudesse negar.

Cuidadosamente, retirou o papel que envolvia a pelúcia, e estendeu-a. Era tão fofinha (!), mais do que pudera imaginar. Sempre gostara muito de gatos - fossem animais ou animagos -, mas nunca pudera ter um. Um de pelúcia parecia tão adequado e tão apertável. Colocou-o entre si e Josh e agradeceu algumas cinco vezes, antes de finalmente colocá-lo dentro da bolsa que carregava.

Odiava sair com aquele peso nas costas, mas daquela vez, fora um bom motivo. Aproveitou e retirou dela uma embalagem de plástico, com uma blusa dentro, totalmente preta, como a que Josh usava, com o símbolo de uma banda. Tinha comprado quando visitou a Polônia com os pais, e depois de tanto tempo sem ver o primo aquele parecia o momento certo. O único problema era que parecia muito com ele, ou com tudo que ele já tinha; então sua pele branca novamente ficou vermelha e Elladora franziu o cenho enquanto a oferecia para Joshua. "Não é muito diferente das suas, mas... É meio difícil te comprar algo, Josh. Com um sorriso torto, insistiu até ele pegar a lembrança e começou a empurrá-lo, andando com ele pelo Arco.

"Olha... Eu tava pensando se vocês usam meu quarto quando é Natal ou quando eu 'tô longe..." Ella sabia a resposta, mas preferiu perguntar do que parecer uma oferecida - até para o próprio primo.

Só então reparou no cigarro que ele incessavelmente levava aos lábios. Uma parte dela queria pedir uma tragada, mas sabia o quanto nicotina e mais nove mil substâncias eram ruins. Além disso, tinha apenas catorze anos. Então escutou a outra parte, que consistia em rancá-lo da mão de Joshua e jogá-lo no chão. Aproximou suas mãos do que ele tragava e deu um sorriso doce e um olhar bravo para o primo. Esperava que ele entendesse o que pedia...

TAGGED: JOSHUA BLACKHELL OUTFIT: DESCRITA NO POST 01 01.02
PS:PERDÃO PELA DEMORA, TA AÍ A ELLA DIVAGANDO, ACHO QUE FICOU UM
POUCO CONFUSO MAS TÁ VALENDO
© darren criss


bittersweet memories,
I listened in. yes, I'm guilty of this-- You should know this. I broke down and wrote you back before you had a chance to Forget ---- ME.


Última edição por Elladora Blackhell em Ter 4 Mar - 22:02:12, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Finn Dütscher
Sonserina
Sonserina
avatar

Mensagens : 336
Sangue : Puro
Idade : 23
Estou em/ Moro em : Hogwarts

Perfil Bruxo
Habilidade:
Ano Escolar: 1º ano
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Seg 24 Fev - 22:05:51


A morte está chegando...


Não entendia por que o mundo bruxo tinha que ser tão perigoso principalmente para mim, um sonserino que nunca havia passado do primeiro ano completamente incompetente e órfão. Viaja pela Europa fugindo de algumas pessoas e do meu próprio passado, minha roupa estava surrada e minhas mãos completamente feridas.
Rosnando bati no rosto de um homem que passava do meu lado, por que minha vida era assim? Após o último ano em Hogwarts adentrei em uma depressão grave, me mutilando e querendo que todos ao meu redor fosse a óbito. Queria viver sozinho. Ninguém me amava. Ninguém se sentia bem perto de mim. O que eu era? Já havia me perdido dentro de mim e quando adentrei em Paris isso se tornou ainda mais claro. A cidade era maravilhosa me jogando cada vez para baixo.
Acho que esse seria meu último local.
Enfim, escolhi o local para me entregar aos meus pesadelos e morrer.

Poucas horas depois estava no Arco. Magnífico. Foi a única coisa que veio em minha mente. Esbarrando em minhas próprias vestes surradas cai no chão perto de um casal, a varinha em punhos apontava para minha têmpora, quem diria que eu, um grande bruxo da Slytherin iria morrer nesse estado tão deplorável. Minha boca estava seca.
Olhei para a menina e vi sua beleza mexer comigo, quantas meninas lindas eu havia visto em toda a minha vida? Era digno ver mais uma antes de morrer. Girando a varinha em minhas mãos falei com minha voz completamente rouca:
- Leve minha varinha para Londres... Ao Orfanato... - Por que estava falando aquilo para os desconhecidos? Não sei, a lucidez já não era meu forte, provavelmente eles eram simples mortais que estavam ali se divertindo como turistas.
A morte chegava a mim.  





Encare a morte assim como encarou a vida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua E. Blackhell
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 53
Sangue : Mestiço
Idade : 27
Estou em/ Moro em : Londres

Perfil Bruxo
Habilidade: Não possui
Ano Escolar: Concluído
Casa: Corvinal
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Ter 25 Fev - 10:27:17

I just need to see you


Blackhell fitava a prima que parecia um tanto quanto distraída, como se nem tivesse notado a sua presença. O abraço carinhoso que ela lhe deu, caiu como tiro certeiro para dirimir a dúvida acerca daquele encontro. Elladora estava bem e isso bastava a Josh, um pouco abatida, verdade. Mas em comparação a ele, cujo aspecto cadavérico era patente, parecia perfeita. E Ella o era, parecia ontem que ele a tivera em seus braços, tão frágil, tão vulnerável. Talvez isso nunca fosse mudar aos olhos do rapaz, não importando o quanto aumentasse a sua altura. O quanto sua silhueta cada vez mais fosse desenhada em traços de mulher e menos de menina. Era por pessoas como ela que se valia à pena ainda a árdua tarefa de abrir os olhos, dia após dia. 

Josh a segurou com força durante o abraço, às vezes a melhor forma de se mostrar os sentimentos por alguém, se é através de gestos ao invés de palavras. Era realmente uma pena que ele nunca fora bom com nenhuma das duas. Levou as mãos aos bolsos da jaqueta ao entregar o presente furtado da banquinha trouxa à prima que pareceu ter gostado da lembrança. - É... para você se lembrar de mim... macio de se abraçar - os vocábulo saíram meio cortados, sentia-se desconfortável pelas palavras nada cativantes, além de idiota. A maneira que Ella se valia em agradecimentos arrancou um riso bobo em Josh, um único "obrigado" bastava para ele captar a mensagem, a esta altura não dava para distinguir qual dos dois estaria mais acanhado.

Uma nova tragada para aquecer-lhe ainda mais, a prima retirava um embrulho de dentro da bolsa. Joshua a fitava com curiosidade. Meio reticente recebeu o presente e com o auxílio da brasa do cigarro se pôs a furar o embrulho. Os dentes finalizaram o trabalho de abertura do pacote, um sorriso de admiração e surpresa naturalmente emanaram do rapaz - Libertines? Como você achou? Até em Londres deve ser difícil de encontrar. - Josh retirou a jaqueta de spikes no mesmo instante e se pôs a vestir a blusa ganha. Bons tempos remontavam o símbolo estampado. Sua vida poderia ser contada através da trilha sonora deles, a de muitos, aliás. Foi realmente uma pena a banda ter acabado, Pete e Carl tinham uma química única, embora o uso de chapéu e seringas no meio da rua lhe soasse como algo muito inspirador. - Muito obrigado Ella. Você não poderia ter me dado nada melhor. - Ouvia o som de gaitas distante. O rapaz se aproximou para depositar um beijo carinhoso sobre a bochecha da prima.

Enquanto caminhavam ao redor do Arco, Joshua tentava se lembrar de quando demonstrou que gostava daquela saudosa banda trouxa para a sua prima. Normalmente, não se expunha muito, por isso só de Ella ter notado e se lembrado disso, era algo muito enternecedor. Afastou-se da garota para terminar de fumar o cigarro, não importando o quão doce ou brava ela pudesse se fazer, que era visível. Nada poderia se colocar entre ele e seu vício.

A pergunta feita pela prima veio a arrancar as palavras da boca de Josh que já pretendia convidá-la para passar as próximas férias com ele, nem que para isso tivesse que dissuadir seu tio - Uhhmm, deixa eu ver.- Brincou levando o indicador ao queixo - Seu quarto deve estar ocupado por traças e poeira e nem vem que não vou limpá-lo pra ti. Não adianta fazer essa carinha. - A tensão inicial parecia ter passado.

Ao mesmo tempo que sentia-se alegre pela possibilidade, entristecia-se por saber que o ano letivo iria iniciar e ficaria por um bom tempo sem vê-la - Cuide-se, okay? - pesou seus olhos sobre os dela - Vai passar rápido. - Disse de modo convicto, como se acreditasse na própria mentira. Pelo menos para Josh, seria uma eternidade até que se encontrassem novamente. O melhor a fazer era aproveitar aquela tarde em Camden Town e depois deixar a priminha, ao final do dia de volta ao requintado hotel, que provavelmente, estaria hospedada em Paris. - Vamos passear? Confia em mim. - perguntou de modo espontâneo e convincente à prima. Josh mal esperou a resposta dela e com um abraço forte a envolveu em seus braços e desaparatou do Arco do Triunfo. Elladora e Joshua deixaram o local.



Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


Josh Ethan Blackhell
"with heaven above you, there's hell over me"

@thanks


Última edição por Joshua E. Blackhell em Sex 28 Fev - 10:40:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Addison Corwell
St. Mungu's
St. Mungu's
avatar

Mensagens : 21
Sangue : Mestiço
Idade : 28
Estou em/ Moro em : Itália

Perfil Bruxo
Habilidade: Não possui
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Ter 25 Fev - 19:36:37



Porque não Paris?
Cause I'm a champion
 


Precisa de um tempo pra mim, mas esse tempo só iria conseguir no mundo trouxa. Depois de 4 anos estou de volta a Paris, a minha querida cidade das luzes. Dei uma volta no Arco do Triunfo, continuava da mesma forma, nada parecia ter mudado, até as pessoas pareciam as mesmas. "Se realizei meu sonho, agora sou uma mulher madura e parece que nada mudou."

fico olhando apaixonada durante alguns minutos que passaram como segundo.
Comprei um refrigerante, um abito que adquiri com um ex-namorado trouxa. Me sentei em um banco "Saint Mungus, meu grande sonho realizado e agora? o que me falta?" olhei pra uma família de trouxas com seus filhos, "Me falta família, dês que meu pai morreu não sei o que é isso." Fico observando o casal até que um rapaz me chama a atenção, ele cai ao chão.

Me levanto e reparo que ele tem uma varinha, vou correndo até ele, quando cheguei ouvi seu sussurro. Havia alguns trouxas por perto então tomei a decisão de disfarçar — Estar tudo bem! ele só tá se sentido cansado e fraco. — me ajoelho no chão e tomo a varinha de sua mão —Qual é o seu problema? tá ficando louco? vamos levante!— me levanto —Quer tornar publico o mundo bruxo para os trouxas?— Olho em minha volta pra vê se alguém percebeu e espero ele levantar...





"Pensamentos"—Falas—

@Lilah


Addison Corwell .
 Clinico Geral • Canadians • Cause I'm a champion



Última edição por Addison Corwell em Sab 29 Mar - 22:31:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Finn Dütscher
Sonserina
Sonserina
avatar

Mensagens : 336
Sangue : Puro
Idade : 23
Estou em/ Moro em : Hogwarts

Perfil Bruxo
Habilidade:
Ano Escolar: 1º ano
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Ter 25 Fev - 21:37:12


Help me...


Uma risada escapou dos meus lábios ao ouvir o que a mulher dizia para mim. Ela era... Magnifica. E era uma bruxa, sabia da existência de todos aqueles serem malditos do Mundo Bruxo que me perseguia, meus pesadelos. Gritando de horror ao ver lampejos de feitiços na minha frente recuei apontando a varinha para a garota.
- SAIA! NÃO! A SAMANTHA NÃO! - Uma dor passou pelo meu peito como se o Cruciatos estivesse tomando conta do meu corpo novamente o que fez com que eu mordesse meu lábio inferior até o mesmo estourar imundando minha boca com sangue.
Encarado a garota comecei a tremer me aproximando da mesma a pegando pela perna.
- Me ajude.. Por favor... Me ajude..

Ela era um anjo, meu anjo.




Encare a morte assim como encarou a vida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Addison Corwell
St. Mungu's
St. Mungu's
avatar

Mensagens : 21
Sangue : Mestiço
Idade : 28
Estou em/ Moro em : Itália

Perfil Bruxo
Habilidade: Não possui
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Qua 26 Fev - 12:49:22



Um bruxo pirado
Cause I'm a champion
 


O rapaz se agarrou a minha perna "Tudo o que eu precisava era um bruxo biruta no meu pé, literalmente." olhei em volta e vi todos na praça olhando para nós, aquela situação constrangedora que eu me meti deu um sorriso sem graça —Tá tudo bem— falei para as pessoas que estavam olhando pra a gente.

Sacudi minha perna fazendo de forma que ele a soltasse, me abaixei — Vamos sair daqui.— levantei — Se quer se matar, vai em um lugar menos... menos cheio e de preferencia no mundo bruxo.— peguei dentro da minha bolsa um pequeno frasco da porção Wiggenweld —Tome isso, vai fazer você se sentir melhor— e entreguei ao rapaz.

"Saio do mundo bruxo a procura de paz, venho a paris encontrar essa paz e o que eu encontro? um guri biruta."




—falas— "pensamentos" • Viva lá vida

@Lilah


Addison Corwell .
 Clinico Geral • Canadians • Cause I'm a champion



Última edição por Addison Corwell em Sab 29 Mar - 22:31:44, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Finn Dütscher
Sonserina
Sonserina
avatar

Mensagens : 336
Sangue : Puro
Idade : 23
Estou em/ Moro em : Hogwarts

Perfil Bruxo
Habilidade:
Ano Escolar: 1º ano
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Qua 26 Fev - 13:01:58


Última Chance.


Encarando a mulher não entendi direito do que se tratava. Ela achava que eu estava louco? Talvez eu esteja mesmo. Todos aqueles monstros atrás de mim e agora quando eu penso que encontrei minha salvadora, ela me acha um maluco. Cuspindo no chão o sangue que enchia minha boca, segurei em sua mão com a varinha em punhos andando de forma seguro para de trás do Arco.
- VENHA. - Gritei enquanto apontava a varinha para o que tivesse que encontrar atrás daquele Arco. - Deixe-me contar sobre mim... Eu estou fugindo de Hogwarts a muito tempo, digamos, um ano... Fui seguido por bruxos, vampiros, seres mágicos dos diversos tipos.. Minha cabeça está atormentada e toda hora vejo lampejos de feitiços... Seja minha salvadora.. - A encaro pegando em sua mão de forma mais firme apertando a mesma.
Minhas roupas rasgadas, meus cabelos louros caindo sobre os olhos. Talvez aquela seja minha última chance.





Encare a morte assim como encarou a vida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Addison Corwell
St. Mungu's
St. Mungu's
avatar

Mensagens : 21
Sangue : Mestiço
Idade : 28
Estou em/ Moro em : Itália

Perfil Bruxo
Habilidade: Não possui
Ano Escolar: Concluído
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Qua 26 Fev - 13:23:54



Alo? é do hospício?
Cause I'm a champion
 


Enquanto ele falava de sua historia prestei atenção em sua vestes "Aonde estar os parentes desse ser? esperei ele me contar a historia absurda  e a unica coisa que vinha a minha cabeça era, eu entrando em uma fria por causa do rapaz.

Pensei em deixa-lo ali, não era problema meu, mas eu vi em seus olhos o desespero. Como um paciente que chora de dor, alguém que precisa de minha ajuda. Não podia negar isso ao jovem, não podia me omitir da situação. "O primeiro passo a fazer é tira-lo daqui, antes que faça uma besteira." — Presta toda sua atenção. Vou ajuda-lo, porém não será de graça. Vamos sair daqui e vamos pra um lugar menos trouxa, se é que em entende.— me virei e dei dois passo — Me siga— "espero não me arrepender..."

Caminhamos por uns 30 minutos até a passagem para Godric's Hollow, onde vou tentar ajudar esse rapaz.





—falas— "pensamentos" • Viva lá vida

@Lilah


Addison Corwell .
 Clinico Geral • Canadians • Cause I'm a champion



Última edição por Addison Corwell em Sab 29 Mar - 22:32:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Finn Dütscher
Sonserina
Sonserina
avatar

Mensagens : 336
Sangue : Puro
Idade : 23
Estou em/ Moro em : Hogwarts

Perfil Bruxo
Habilidade:
Ano Escolar: 1º ano
Casa: Sonserina
MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    Qua 26 Fev - 13:32:20

*Sigo a menina.
Ela ia me ajudar.
Ela era linda*



Encare a morte assim como encarou a vida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Arco do Triunfo    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Arco do Triunfo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Os primordiais
» Stages of Blood - Treinamento para Sátiros, Indefinidos, filhos de Hefesto e filhos de Herácles
» Lista de Armamentos
» A Ponte do Arco (Avalon, Lothiriel, Icarus, Necross e Nuala)
» Myth Drannor - A Busca Pela Relíquia

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Expresso Hogwarts :: Paris-
Ir para: